Notícia

“O filme de Carlinhos”, curta infanto-juvenil com metalinguagem é rodado em Salvador

O filme de Carlinhos

As filmagens do curta “O filme de Carlinhos”, ficção com aproximadamente 20 minutos, produzido pela Voo Audiovisual, começa na segunda 17/02 até a sexta-feira, 21/02 na cidade de Salvador-Ba. O curta tem referências biográficas do roteirista e diretor Henrique Filho (A fórmula e O velho e os três meninos) e a narrativa se passa na cidade de Ipiaú, interior da Bahia, no final da década de 90, nos apresentando a história de Carlinhos, garoto de 08 anos que sonha em fazer um filme com seus amigos.

Protagonizado por Davi Lisboa (08 anos), residente na cidade de Ipiaú, garoto que gosta de ler, tocar teclado e jogar futebol, participou do teste de elenco realizado nas cidades de Ipiaú e Salvador, com mais de 100 crianças inscritas. Além disso foram selecionadas as crianças Jaianne Brandão (08 anos) como Nai, Maria Luiza Altmicks (10 anos) como Thainan, Rafick Oliveira (10 anos) como Júnior, Gustavo Randel (07 anos) no papel de Rafa, Sergio Henrique Machado (10 anos) é Peu, Luiz Augusto Lima (09 anos) como Tony, Giovanna Carota (07 anos) fará a Repórter e Enzo Tourinho (08 anos) como o Assistente.

A preparação do elenco foi realizada pela atriz Mariana Freire (O homem que não dormia) que também será Noélia, a mãe de Carlinhos. E no papel do pai, Jeremias, o ator Carlos Betão (Gabriela, Trampolim do Forte, O Homem que não dormia). Fernando Fulco (SuperOutro, Central do Brasil, Cidade Baixa, Eu me lembro, 10 centavos) fará o papel de Seu Joaquim, o dono da videolocadora que ajudará Carlinhos a concretizar o seu sonho. O curta conta também com participações ilustres dos atores Fernando Neves (Eu me lembro, O homem que não dormia) como o prefeito, Ac Costa (03 história das Bahia, Jardim das Folhas Sagradas, Trampolim do Forte) como Djalma, Antônio Fábio (Besouro, O canto da sereia, Amores Roubados) como Seu Horácio; a atriz, diretora, dançarina e Coreógrafa Christiane Veigga como a Professora e a participação do músico e artista plástico Ayam Ubráis Barco (O velho e os três meninos).

O projeto foi selecionado pelo Edital Setorial de Audiovisual de 2012, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB por meio Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia. A previsão é de que no segundo semestre fique pronto.