Notícia

O filme de Carlinhos em Cannes e no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2015

A história de um garoto de oito anos que sonha em fazer um filme, mas precisa enfrentar seu pai, que o estimula a estudar para ser médico. Essa é a ideia central que norteia O filme de Carlinhos, curta-metragem com referências biográficas do roteirista e diretor ipiauense Henrique Filho (“A fórmula” e “O velho e os três meninos”) que vem se destacando em Festivais Internacionais.

O filme de Carlinhos

Arte: Kaula Cordier

Recentemente o filme foi aceito no Short Film Corner do 68th Festival de Cannes. Trata-se de um dos maiores eventos de cinema do mundo, que acontecerá entre 13 a 24 de maio de 2015, em Cannes, na França. O filme participa em caráter não-competitivo desta edição, além de integrar em atividades e serviços do festival.

O filme de Carlinhos também está concorrendo no primeiro turno do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2015, na categoria Curta de Ficção. “Vamos ficar na torcida para que o curta consiga ganhar o prêmio de Melhor Curta de Ficção mas, independente do resultado, é um grande mérito a participação da primeira etapa das votações”, diz Henrique Filho, diretor.

Com pouco mais de 04 meses de lançado, o curta já foi exibido em mais de 21 Mostras, Eventos e Festivais, como o 4º Macaé Cine, 24º Curta Cinema – Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro, o X Panorama Internacional Coisa de Cinema, a 18ª Mostra de Cinema de Tiradentes, todos no Brasil.

Já no exterior, o curta foi exibido no I Festival de Cine de los Cerros Valparaíso 2014 (Valparaíso – Chile) levando o prêmio de Melhor Curta de Ficção e está selecionado para os Festivais, The Malta Children’s Film Festival (Luqa – Malta), no Golden Palmera (Dubai – Emirados Árabes Unidos) e o Festival Internacional de Cine de Lebu, no Chile. O curta já coleciona 07 prêmios, incluindo o primeiro prêmio de melhor ator para o estreante Davi Lisboa, no Curta Vale 2014.

Prêmios

Foto: Milena Palladino

Foto: Milena Palladino

• Grande Prêmio do Cinema Brasileiro (indicação Melhor Curta de Ficção – 1º turno)
• Melhor Filme no Curta Vale 2014
• Melhor Direção no Curta Vale 2014
• Melhor Ator – Davi Lisboa – no Curta Vale 2014
• Melhor Filme de Ficção no 4º Macaé Cine
• Melhor Curta de Ficção no I Festival de Cine de los Cerros Valparaíso 2014 (Chile)
• Menção Honrosa no CURTACARAJÁS 2014
• Menção Honrosa no I Festival Nacional Curta Pensar Filmes

Festivais

• 68th Festival de Cannes (França)
• Primeira Janela – Festival de Cinema Infantojuvenil de Porto Alegre
• Curta Vale 2014 – Festival de Curtas do Vale do Jacuípe
• X Panorama Internacional Coisa de Cinema
• 24º Curta Cinema – Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro
• 4º Macaé Cine – Festival Nacional de Cinema de Macaé
• 9º Miragem – Mostra de Cinema e Vídeo de Miracema
• 3º Festival Curta Brasília
• 1º Festival de Cinema de Três passos
• 7º Curta Taquary – Festival Internacional de Curta Metragem
• I Festival Nacional Curta Pensar Filmes
• VI CURTA NEBLINA – Festival Latino-Americano de Cinema
• CURTACARAJÁS 2014
• I Festival de Cine del Barrio Mapocho (Chile)
• I Festival de Cine de los Cerros Valparaíso 2014 (Chile)
• The Malta Children’s Film Festival (Malta)
• Golden Palmera (Dubai)
• 15º Festival Internacional de Cine de Lebu (Chile)

O filme conta a história de Carlinhos (Davi Lisboa), garoto sonhador e apaixonado por cinema, que quer fazer um filme de terror na pequena cidade onde mora, Ipiaú, no interior da Bahia. Com ajuda dos seus amigos da escola e estímulo do dono de uma videolocadora, Seu Joaquim (Fernando Fulco), Carlinhos se prepara para realizar seu sonho.

Imerso no universo infanto-juvenil, o curta teve sua trilha sonora criada especialmente para o filme por jovens do NEOJIBA, programa de formação de núcleos de orquestras e corais infanto-juvenis no Estado da Bahia. Aline Falcão, Jamberê Cerqueira e Caio Azevedo compuseram as 13 canções para o filme, que foram gravadas pela Orquestra Juvenil da Bahia, com regência do maestro Yuri Azevedo. O processo de gravação contou com 40 músicos e aproximadamente 20 tipos de instrumentos diferentes.


O filme de Carlinhos foi selecionado pelo Edital Setorial de Audiovisual de 2012, através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB / SecultBA), e é uma realização da Voo Audiovisual.